KNIT inaugura a sua primeira operação física no Shopping Cidade Jardim

KNIT inaugura a sua primeira operação física no Shopping Cidade Jardim

4 minutos de leitura

A KNIT, empresa da máscara considerada uma das mais seguras do mercado e preferida de autoridades médicas e políticas, além de produtos voltados para o wellness, está em expansão em pontos de vendas.

KNIT Shopping Cidade Jardim

A marca acaba de inaugurar o primeiro ponto físico no Shopping Cidade Jardim, em São Paulo/SP. O segundo ponto, no CJ Shops (Jardins), com previsão de abertura no próximo dia 15 de junho.

A operação física deve contar com as máscaras mais seguras do mercado, com certificações de órgãos oficiais como relatórios técnicos do Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçados e Artefatos (IBTeC), além dos demais produtos da marca voltados ao universo wellness, como multivitamínicos e óleos essenciais

Os projetos futuros da KNIT

De meados do primeiro semestre de 2020 até hoje, a KNIT, marca idealizada por Pedro e Henrique Zorzi, empreendedores do Rio Grande do Sul que viram a oportunidade de ajudar os produtores de calçados e têxteis da região a retomar a produção por meio da criação das máscaras, foi a única máscara não cirúrgica no mercado a ir atrás e conseguir certificações de órgãos oficiais como relatórios técnicos do Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçados e Artefatos (IBTeC), que afirmam a redução do vírus após contato com o tecido antiviral da KNIT e capacidade de repelência de fluidos. Além deles, também possuem certificação de BFE, ou seja, da determinação de eficiência de filtragem bacteriana em máscaras cirúrgicas. 

 

De acordo com Henrique Zorzi, Fundador da KNIT, um dos desafios que fizeram eles mudarem e evoluírem constantemente foram os preceitos de segurança, proteção e sustentabilidade que eles enxergam que o produto e a marca precisam entregar. “Estamos cientes de que uma marca não pode apenas visar o lucro, mas já nascer e se guiar por questões sociais e ambientais desde seu início. Quando criamos o conceito da KNIT, as máscaras não poderiam ser apenas modelos estéticos bacanas, mas que também não colocassem as pessoas em risco de pegar uma doença mortal, como o caso da Covid-19” conta Henrique. 

 

Proteção unida à sustentabilidade

 

A iniciativa da marca passou a ser buscar atualizações do produto e busca por certificações que, cada vez mais, garantisse um produto atual e seguro, com tecido capaz de repelir vírus e bactérias, além de incrementar a gama de mais itens com o mesmo conceito de wellness, trazido na criação da máscara. “Além dessa visão, outro ponto que trouxemos foi o desafio da sustentabilidade para tudo o que estamos produzindo e comercializando. Por isso, buscamos diminuir o impacto de materiais que causem danos ao meio ambiente, além de trazer para nosso ecossistema produtores comprometidos com produções que envolvam reciclagem e diminuição de uso de materiais que impactem o meio ambiente”, acrescenta Pedro Zorzi. 

 

Em relação às máscaras similares do mercado, além de ser a única máscara não cirúrgica dentre todas com certificações, testes e segurança, a Knit pode ser considerada a mais segura para a prática esportiva e tem sido adotada por diversos esportistas profissionais para realização de treinamentos, entregando também um design único. “O sucesso dos nossos modelos e evoluções das máscaras e agora dos outros produtos que estamos disponibilizando no nosso e-commerce são pensados realmente para que atletas profissionais e pessoas comuns possam ter acesso fácil ao que de melhor se pode oferecer em produtos nessa categoria wellness, que só tem crescido. Sem esquecer de nossos compromissos por uma empresa consciente e humanizada”, finaliza Henrique. 

« Voltar ao Blog